crase

Ataque a escola ou à escola?

O emprego ou não da crase continua sendo um problema para a maioria dos brasileiros, inclusive para aqueles que teriam, a fortiori, obrigação de conhecer melhor a respeito. Notícia do G1 de hoje diz: “Adolescente usou arma de pai em ataque a escola na Bahia; delegado investiga participação dele em outros casos”. O erro está tanto na chamada quanto na notícia propriamente dita. Ou seja, houve cochilo do autor e do revisor (se é que há um revisor de notícias no G1…). Corrigindo, o correto é empregar a crase: “… em ataque à escola”. Uma regrinha fácil para saber se vai ou não crase nesses casos, será substituir a palavra feminina por uma masculina; se couber “ao”, então vai crase. Veja: “… em ataque ao colégio”. Notícia visualizada em 27/09/2022.

“à seco” ou “a seco”?

Seja lá o que significa construção a seco, como já comentado aqui anteriormente, não vai crase antes de palavra masculina. Por isso não se pode dizer “agradeço à todos”, “agradeço à Deus”, etc., formas muito comum de serem encontradas por aí. Portanto, o certo é “construção a seco”. Não se trata, obviamente, de uma notícia, mas vale a pena postar aqui como exemplo vacilo no português. Cartaz visualizado em 25/06/2022.